Afinal de contas, é seguro testar maquiagem em loja?


Comprar maquiagem sem testar é complicado: é preciso ver como o tom do batom fica na pele, se o blush é mais rosado ou terracota, se o formato da máscara de cílios é ideal para os seus olhos. Nas lojas, os produtos ficam expostos e são experimentados por várias pessoas. Alguns estabelecimentos até higienizam os batons com álcool e oferecem aplicadores descartáveis, porém nem sempre essa é a realidade.

Segundo a dermatologista Fernanda Seabra, da Aliança Instituto de Oncologia, os testes oferecem diversos riscos e os consumidores devem ficar de olhos abertos. “Se uma pessoa tem herpes labial em atividade, aquela lesão com bolhas, e usa um batom, todos que utilizarem o produto irão pegar o vírus. É muito difícil higienizar de maneira adequada, sendo necessário expor o cosmético a altas temperaturas para eliminar vírus e bactérias, e isso é impossível em uma loja”, explica.

Segundo a profissional, só o álcool não é suficiente e até o tempo de exposição do produto ao ambiente é ideal para as bactérias se multiplicarem. Os pincéis que ficam disponíveis para testes podem desenvolver fungos. Estes, quando passados na pele, desencadeiam reações alérgicas.

Saina Mias:


2 visualizações

© 2023 by The HANDYMAN Ltd. All rights reserved.

  • Twitter Clean
  • Blogger Metallic
  • w-facebook